Queridos leitores, não se assustem com o título do post ele só está ai para chamar a atenção mesmo. Achei esse texto tão bonito que resolvi compartilhar com vocês meninos e meninas. Vale para todos.

 

Não é um conto erótico, infelizmente, é um tanto melhor, afinal relata uma visão certeira do autor para com aquelas que ele considera uma mulher de verdade. Onde entro nisso?

 Para quem não sabe estou vivendo os melhores dias de minha vida e descobrindo com eles que ter 30 anos hoje não é um fardo ou vergonha e sim um orgulho de ser assim:

 

Leia com atenção, vale a pena

 

desejos

 

 

Sim, é óbvio que eu gosto de ninfetas. É claro também que tenho meus limites, não sou nenhum Humbert Humbert. Mas é impossível, para qualquer homem, deixar de notar os encantos de uma jovem de seus dezoito, vinte anos. Seja a arrogância gostosa daquelas que, ainda adolescentes, acham que sabem tudo sobre a vida; ou a curiosidade instigante das que parecem querer devorar o mundo, tamanha a vontade de aprender; como ficar indiferente? Isso sem falar na malícia disfarçada de inocência… Ou seria a doce inocência temperada de malícia? Não sei. Só sei que algumas até percebem o quanto mexem comigo.Mas, há um problema. Ainda que existam exceções, raras e deliciosas exceções, essas meninas ainda não são mulheres.

 

Continue lendo>>